fbpx

Conheça os 7 projetos de drones mais inusitados já feitos

Os drones vem cada vez mais ganhando espaço no cenário mundial. Equipados para resistirem a ambientes bastante hostis e realizar diversos tipos de tarefas, são utilizados tanto para funções bastante nobres, como entregar medicamentos em lugares inacessíveis, até como armas de guerra. Abaixo listaremos sete dos projetos de drones mais bizarros já feitos, aumentando ainda mais a gama de possibilidades pra essa tecnologia inovadora. Cientista usa drone para capturar imagens raras de golfinhos e baleias Pinguins Voadores O AirPenguin se move vagarosamente em um espaço pré-determinado (Foto:Reprodução/cdni.wired) Esse belo projeto foi criado pela empresa alemã Festo, conhecida por buscar inspiração na natureza para suas criações. O pinguim voador possui movimentos vagarosos e, apesar de não ser muito rápido nem aparentar muita resistência, é dono de um lindo design. Ele é controlado remotamente e pode se mover livremente em determinado espaço de ar. Confira abaixo um video demonstrativo deste elegante drone:   Projeto C.U.P.I.D.O O Projeto C.U.P.I.D é um drone produzido pela Chaotic Moon Studios (Foto:Reprodução/rt.com) Do inglês Project C.U.P.I.D (Chaotic Unmanned Personal Intercept Drone) é um projeto lançado esse ano pelo Chaotic Moon Studios, que visa ser uma arma de interceptação. Ele é capaz de atirar sobre um suspeito com uma arma de eletro-choque de 80.000 volts, incapacitando um adulto na hora. A empresa afirma que o projeto é uma ótima ferramenta para garantir a segurança de um local, detendo um possível criminoso até a polícia chegar. Entretanto, ela afirma ainda não ter planos para lançar comercialmente o C.U.P.I.D.  Confira abaixo um vídeo com a máquina em ação:   OpenRov O OpenRov é um submarino drone controlado remotamente (Foto:Reprodução/Openrov) O OpenRov é um drone em formato de submarino que pode ser controlado remotamente por meio de um laptop, permitindo usuários observarem em tempo real,  por meio de uma câmera, o drone explorando debaixo d’água. O estudo de espécies marítimas também se mostra possível, além da simples diversão de se aventurar por mares nunca antes navegados. Financiado pelo site Kickstarter , o projeto conseguiu mais de cinco vezes o necessário, principalmente por ser um projeto open-source, oferecendo aos usuários, além da máquina, a possibilidade de modificação do projeto. Abaixo você pode conferir um vídeo com os idealizadores do OpenRov falando sobre o projeto, além de vê-lo em prática.   The USS Zumwalt USS Zumwalt é o primeiro navio de guerra drone já construído (Foto:Reprodução/businessinsider) O USS Zumwalt é o primeiro navio de guerra com tecnologia drone já construído, podendo ser preparado automaticamente para uma batalha, sendo capaz de lançar projéteis movidos por foguetes e teleguiados via GPS. Além disso, ele conta com mecanismos automatizados, como a detecção e controle de incêndios. Entretanto, será preciso um capitão e uma tripulação para, em casos de emergência, atuarem. Inserindo um login e senha, será possível controlar todas as funções do navio em qualquer lugar dele. Com um custo de produção de cinco bilhões de dólares, o governo norte americano pretende contar com três desses navios.  Distribuir comida e remédios em lugares inacessíveis Drones ajudam na distribuição de remédios em continentes de difícil acesso, como o africano (Foto: Reprodução/UOL) Devido a velocidade e capacidade de atingir ambientes hostis, drones estão sendo usados por uma companhia chamada Matternet para distribuir remédios e comida em vilarejos inacessíveis por terra, na África. Segundo a empresa, uma máquina pode carregar até 3 Kg de alimento ou remédios, de forma rápida. Dessa forma, em um continente tão carente como o africano, a entrega rápida de medicamentos é fundamental para salvar diversas vidas. Drones que monitram furacões Drones estão sendo usados para monitorar a direção de furacões (Foto:Reprodução/turner) Na Universidade da Flórida, cientistas desenvolveram um mini drone projeto para ser lançado em direção a um furacão e coletar informações como sua velocidade e em que direção está indo. Dezenas das pequenas máquinas podem ser lançadas de uma vez só, retornando com os dados requisitados para o chão, ajudando a prevenir desastres e salvar muitas vidas.

Drone no Brasil, é verdade?
Comente no Fórum do TechTudo.

A NASA também entrou na onda de drones capazes de coletar dados de furacões, só que com um modelo bem maior. Do tamanho de um avião pequeno, ele tem autonomia de trinta horas de voo a 35.000 pés de altitude, determinando o quão forte o furacão chegará em terra e em que direção ele está indo. A versão do drone da NASA, que coleta informações de furacões, é bem maior (Foto:Reprodução/NASA) Drone de Burritos O Burrito Bomber cumpre a promessa de burritos quentinhos em qualquer lugar (Foto:Reprodução/comcorpusa) saiba mais Drones fazem de tudo; confira lista das tarefas dos ‘robôs voadores’ Facebook quer usar drones para ampliar acesso à rede no Internet.org Drone criado por Hacker pode sequestrar outros drones em pleno voo O que são e para que servem os drones? Tecnologia invade o espaço aéreo Os fãs de burrito ficarão radiantes com esse drone. O Burrito Bomber é altamente capacitado para entregar burritos quentinhos em qualquer lugar: basta inserir seu endereço e a máquina irá até você com seu pedido, despejando o alimento dentro de um compartimento, por meio de um para-quedas. Pelo fato da FAA (Administração Federal de Aviação, em tradução livre) não ter legalizado o uso de drones comercialmente, o Burrito Bomber ainda é um protótipo. Confira um vídeo com a inovadora máquina em ação:  

Comentários no Facebook

× Consulte-nos!