fbpx

Gauntlet: remake do clássico dos anos 80 foca em ação e diversão

Gauntlet era um jogo de fliperama, no estilo de combate medieval dos
anos 80, que logo ganhou versões para plataformas caseiras. Hoje, com um remake completo e disponível na E3 2014, o game
tenta atrair novos jogadores no PC, mas sem desagradar aos antigos
fãs que gastaram suas ricas moedinhas. Confira nossas impressões! Gauntlet (Foto: Divulgação)

Evolução visual A maior – e mais óbvia – mudança neste remake está, sem
dúvida, nos gráficos. Saem de cena o visual
simples para dar lugar a masmorras 3D e cheias de efeitos. Os personagens movem-se rapidamente pelos cenários e executam os
golpes devastadores, gerando muita destruição.

A jogabilidade mantém-se bem parecida com a visão
totalmente superior e não isométrica, além da aventura ser focada no combate. O objetivo continua o mesmo: invadir
masmorras em busca de monstros e tesouros. Agora, porém, a missão tem mudanças
significativas no gameplay. Gauntlet (Foto: Divulgação)

Uma destas mudanças foi a total retirada do limite
de tempo. Isto é: no original, os personagens perdiam energia
constantemente, e o jogador teria somente aquele tempo para conseguir a
maior pontuação possível e figurar no ranking da máquina – algo que não
existe nessa atual edição. Isso só fazia sentido quando se tratava de um
fliperama, onde a intenção era realmente sugar moedas dos usuários. O remake permite explorar a masmorra
com calma, mas não incentiva isso. Na verdade, o jogo é focado na ação
sem limites, e os combates ocorrem a todo o momento, principalmente no
modo multiplayer cooperativo para até quatro pessoa. Gauntlet (Foto: Divulgação)

A diversão é um ponto importante no remake
e, apesar dos gráficos bem simples, o game ganhou bastante com essa
repaginada. Além disso, você não precisa mais de ouro para comprar equipamentos, mas sim de
relíquias que são encontradas pelas fases. Eles vão te dar armas e
habilidades especiais, capazes de arrasar com os monstros pela frente. Essa mudança deixa Gauntlet mais dinâmico.
Na E3, o game estava montado em uma TV, rodando no
PC, com um sofá na frente para que quatro jogadores se unissem na
aventura. O clima deste remake é justamente esse: a diversão
sem compromisso com os amigos sentados em um sofá. Apesar de ser para
computador, o jogo tem todo o estilo dos títulos cooperativos dos
consoles. Isso pode não lembrar muito o Gauntlet original, inclusive, porém
deixa tudo mais divertido e interessante. Opine no fórum do TechTudo: Qual melhor franquia de RPG de todos os tempos? saiba mais Disney Infinity 2.0: testamos o game com miniaturas jogáveis da Marvel Dead Island 2 traz confronto de humanos contra os zumbis na nova geração

Comentários no Facebook

×

Powered by WhatsApp Chat

× Consulte-nos!