fbpx

Google acata decisão da União Europeia sobre privacidade

Uma histórica decisão contrária ao Google sobre o "direito de ser esquecido", na Europa, cria o risco de problemas para a próxima geração de companhias iniciantes de Internet e de reforçar os poderes dos governos repressivos que desejam restringir as comunicações online, alertou Larry Page, o presidente-executivo da companhia de buscas.
Os comentários de Page em uma entrevista ao "Financial Times" surgiram no momento em que o Google decidiu acatar a decisão da Corte Europeia de Justiça, este mês, e introduzir um mecanismo que pode resultar na retirada de grande volume de informações privadas dos resultados do serviço de buscas, amplamente utilizado, da companhia.
Um formulário online, disponível a partir de hoje, dará a qualquer pessoa na Europa uma maneira fácil de solicitar que a companhia norte-americana censure links a outros sites que, na opinião do solicitante, contenham material desatualizado ou informações prejudiciais a respeito dele.
Leia mais (05/30/2014 – 11h22)

Comentários no Facebook

×

Powered by WhatsApp Chat

× Consulte-nos!