fbpx

Philips lança 25 modelos de TVs para 2014 no Brasil e dispensa 4K

A
Philips reuniu na noite de terça-feira (29) todos os modelos de televisores que pretende
trazer ao Brasil em 2014 em uma coletiva para a imprensa. No
total, há 25 modelos novos para este ano, distribuídos entre nove famílias
com diferentes características. Do básico e barato aos modelos mais caros, a fabricante dispensou o investimento na tecnologia Ultra HDTV (4K) e investiu no Ambilight. Lâmpadas inteligentes da Philips começam a ser vendidas no Brasil Para os que querem economizar, opções
como os televisores da série 4100 oferecem apenas o mais básico em termos de
tecnologia atual, com grandes telas planas de LED sem nenhuma função
Smart além de entrada USB e design básico e
funcional. Esse extremo do espectro atinge, em sua versão de 32
polegadas não-Full-HD, preços de apenas R$ 1.159, dentro do bolso de muitos consumidores.  O outro lado, da ostentação, oferece opções
de TVs como a tela de até 65 polegadas da série 7400, que além da imagem Full HD
com 3D ativo, ajustada para uma taxa de atualização de 960 Hz, luzes
Ambilight em três lados e um design para ninguém botar defeito. Nesse
extremo de modelos mais robustos, o consumidor brasileiro precisará desembolsar R$ 9.599 para investir em uma nova TV. Novas TVs da Philips investem no Ambilight (Foto: Divulgação/TechTudo)
Todas
as telas, aliás, vêm com tecnologia LED a partir deste ano e, com
exceção da linha mais básica, todas virão com uma suíte Smart
repaginada, processador dual core e luzes Ambilight de dois ou três
lados, dependendo do aparelho. Para demonstrar essas novidades, a
Philips anunciou um aplicativo da Copa do Mundo que deixa o usuário
customizar a luz periférica durante os jogos para mostrar as cores de um
ou dois times, do cartão do juiz ou até mesmo simular fogos de
artifício, tudo usando apenas a luz periférica. Essa brincadeira estará
disponível tanto no iOS quanto no Android a partir do momento em que os televisores chegarem ao mercado por volta da segunda semana de maio.
Um
outro aplicativo, que promete chamar mais atenção no longo prazo,
permite que o usuário faça streaming da tela da TV para qualquer
portátil dentro da mesma rede Wi-Fi. Nomeado MultiRoom, o programa
conecta o aparelho com celulares com iOS ou Android e mostra exatamente o
que se passa na TV a qualquer momento, para que o usuário não perca um
só segundo da programação.  A nova interface das TVs Smart da Philips são bem diferentes da linha 2013 (Foto: Divulgação/TechTudo) Isso é possível até mesmo enquanto a suíte Smart se
ocupa de outras tarefas, como baixar filmes em tempo real por serviços
digitais ou gravar a programação para um HD externo. Apesar de estar
disponível apenas nos modelos mais caros e avançados, o MultiRoom é uma
construção de longo prazo da Philips – não seria surpresa se, em 2015,
ele passasse a integrar a suíte Smart padrão da empresa.
Outras
inovações mais pontuais compõem um quadro positivo: em
2014, a taxa máxima de atualização de quadros de um televisor passou de
840 Hz para 960 Hz; as bordas das TVs, que em 2013 chegavam ao mínimo de 9 mm
no modelo mais chique, agora estão nessa medida em toda a linha; a
empresa passou a oferecer 3D passivo e ativo e os
processadores passaram a ter dois núcleos nas smarts. Além disso, a interface Smart foi dramaticamente repaginada e
se tornou mais fluída e inteligente, com serviços de sugestão que
englobam tanto a TV comum quanto os serviços de streaming mais
importantes como Netflix e NetMovies , além de repositórios de alguns
canais nacionais; e o design, de uma forma geral, chegou mais perto dos
padrões top do mercado. Um destaque é um modelo de TV totalmente branca que desafia
os padrões da indústria atual. A função Ambilight + Hue conecta lâmpadas inteligentes à TV, expandindo a função Ambilight (Foto: Divulgação/TechTudo)
saiba mais Smart Android da Philips tem bateria capaz de aguentar 2 meses ligado Philips lança Smart TV 4K com Android; modelo deve chegar ao Brasil Philips lança monitor Gioco 3D de 27 polegadas com tecnologia Ambiglow Philips lança fone de ouvido com foco nos torcedores brasileiros Uma atenção especial deve ser dada à função de luz periférica inventada
pela Philips, que ela comercialmente chama de Ambilight. Não apenas
quase todos os modelos de TV a trazem em dois ou três lados a partir
desse ano – tornando a função praticamente um diferencial da empresa em
relação a todas as marcas concorrentes – como a divisão de televisores
se aliou com a de lâmpadas para criar uma nova tecnologia de
sincronização entre TV e abajures da Philips. As luzes mudam
de cor de acordo com a imagem na tela, criando um ambiente especial para as imagens.

Qual é a melhor TV do mercado?
Opine no Fórum do TechTudo. Chamada de Ambilight + Hue , a
função depende de um pequeno roteador conectado à televisão e lâmpadas
inteligentes. A Philips pretende vender tanto o kit com duas lâmpadas e
transmissor quanto as lâmpadas individuais, com os respectivos preços de
R$ 500 e R$ 200 no Brasil.
Philips dispensa 4K A
única coisa que realmente fez falta no evento foi algum televisor com
resolução 4K, a chamada Ultra HDTV, nem mesmo o mais caro deles tem essa qualidade visual.
Segundo o gerente sênior de TVs da Philips brasileira, André Romanon,
a decisão é parte da estratégia de negócios da multinacional: “Não achamos
que fosse a melhor hora para mexer nisso”, afirmou.  “Nossos primeiros modelos 4K
vão aparecer no mercado apenas durante o segundo semestre deste ano,
quando o mercado estiver mais pronto para esse formato. Atualmente não
há quase nada em termos de conteúdo nesse padrão. Se esperarmos um pouco
mais, o consumidor terá mais benefício em comprar um [modelo de TV 4K]”, explicou, sem
entrar em mais detalhes.  Com exceção da família 4100, já à venda nas lojas, todos os modelos chegarão ao mercado nacional até a segunda semana de maio com foco nas vendas para a Copa do Mundo.

Comentários no Facebook

×

Powered by WhatsApp Chat

× Consulte-nos!