fbpx

Rockstar Games: confira os melhores jogos da empresa por trás de GTA

Rockstar Games . Quando se fala o nome da publisher, automaticamente, o nome “GTA” vem à mente. Só que a empresa conta com muito mais títulos importantes e de qualidade em seu portfólio e, pensando nisso, resolvemos reunir dez exemplos de games da Rockstar para vocês. Confira a análise completa de GTA 5 Rockstar (Foto: Divulgação) A Rockstar Games nasceu como BMG Interactive, mas se tornou a empresa que conhecemos hoje em 1998 e foi fundada pelos produtores Sam Houser, Dan Houser, Terry Donovan, Jamie King e Gary Foreman. Seu escritório principal está em Nova York, também conhecido hoje em dia como Rockstar NYC, mas a empresa já conta com estúdios espalhados por vários países, como Escócia, Canadá e Inglaterra. E tudo começou com um jogo sobre roubo de carros. Grand Theft Auto Tecnicamente, o primeiro GTA ainda era um jogo da BMG Interactive, sendo lançado em dezembro de 1997, mas logo foi integrado à biblioteca da Rockstar. Sua criação começou com o projeto de um jogo de corrida entre polícia e ladrões, mas o comportamento violento dos carros de polícia fez com que seus produtores começassem a pensar em outras possibilidades. GTA 1 (Foto: Reprodução) A ideia de poder andar por uma cidade inteira, completando missões que vão desde “roube um caminhão e leve até o depósito” até “cometa uma chacina em um beco” fez do primeiro Grand Theft Auto um sucesso de público, mesmo não sendo tão bem aceito pela crítica. Mesmo assim, é graças a esse sucesso que a Rockstar deu os primeiros passos para se tornar uma das maiores publishers do mundo dos games. Max Payne Max Payne não foi produzido pela Rockstar Games, mas sim pela Remedy Games e apenas sendo lançado pela primeira, mas isso não conseguiria tirar o seu lugar desta lista. Utilizando de um clima noir, o game conta a história de Max, um policial de Nova York que teve a sua família assassinada por viciados e agora caça a origem de uma nova droga que assola a cidade. Max Payne (Foto: Divulgação) Lançado em 2001, inclusive dublado magnificamente em português, Max Payne tem, além de seu roteiro empolgante, um dos primeiros usos de bullet time nos games. O efeito, que se tornou popular graças ao filme Matrix, já estava planejado para o game desde a sua concepção anos antes da estreia do longa metragem. Max Payne ganhou duas sequências, a mais recente trazendo o agora ex-detetive para São Paulo, mas certamente o primeiro título é muito mais marcante. GTA: San Andreas Apesar de ter em GTA III sua maior mudança de gameplay, finalmente passando para um universo 3D, a série Grand Theft Auto teve em GTA San Andreas talvez um dos seus maiores sucessos. Na pele de um ex-membro de gangue de Los Santos, você deve descobrir quem assassinou a sua mãe, além de reunir seu antigo grupo e enfrentar policiais corruptos. GTA: San Andreas (Foto: Divulgação) O jogo conta com uma trilha sonora praticamente imbatível, gameplay afiado, missões divertidas e um mapa que, na época, parecia infinito. Esses foram apenas alguns elementos que fizeram de GTA: San Andreas um dos games mais importantes da história da Rockstar. Bully Só mais um capítulo em várias polêmicas relacionadas a jogos da Rockstar, Bully , game que coloca o jogador no controle de um moleque em um colégio interno. Não parece absurdo, mas o Ministério Público brasileiro proibiu a importação e comercialização do título no país por retratar “fundamentalmente, situações ditadas pela violência, provocação, corrupção, humilhação e professores inescrupulosos, nocivo à formação de crianças e adolescentes e ao público em geral”. Bully (Foto: Divulgação) Mesmo assim, quem queria jogar o game encontrou um jeito e conseguiu controlar Jimmy Hopkins em sua aventura, que de fato trazia missões de bullying, como bater em colegas, vandalizar a escola e coisas do gênero. The Warriors Adaptação de clássico cult do cinema dos anos 70, The Warriors conseguia não só adaptar o filme de mesmo nome, como também trechos do livro que deram origem à produção. O jogo da Rockstar colocava o jogador no controle de membros da gangue The Warriors, tentando atravessar a cidade de Nova York após terem sido erroneamente acusados de um crime. The Warriors (Foto: Divulgação) O jogo era violento, até um pouco sujo, mas extremamente divertido. Nele, você enfrentava gangues rivais, todos bem caricatos, além de ter que realizar pequenos furtos para comprar itens e sobreviver até chegar ao seu objetivo. O jogo foi lançado para PlayStation 2 e PSP. LA Noire Lançado para PCs, Xbox 360 e PlayStation 3, LA Noire recebeu grande destaque devida à tecnologia empregada na captura de movimentos e faces dos personagens. Apresentando um realismo impressionante, os movimentos faciais ajudavam o jogador a interpretar as respostas de pessoas interrogadas durante a história. LA Noire (Foto: Divulgação) LA Noire também recriou muito bem a Los Angeles dos anos 40, época apresentada no game. Nele, você controla um policial e sua trajetória dentro da polícia da cidade, passando de guarda de rua até investigador de homicídios e narcóticos. Manhunt Mais um jogo polêmico lançado pela Rockstar Games, Manhunt apresenta uma história pesada: você é um assassino condenado à pena de morte. Durante sua execução, você recebe uma injeção que apenas o desacorda. Manhunt (Foto: Divulgação) Ao despertar, você descobre fazer parte de uma gravação de um snuff film (filmes com assassinatos reais), tendo que realizar toda uma série de atrocidades para conseguir se ver livre. Manhunt é um título extremamente violento e sádico, mas isso não impediu o seu sucesso, que acabou por gerar uma sequência, lançada até mesmo para o Nintendo Wii. Midnight Club Engana-se quem pensa que a Rockstar só faz jogos com tiros e matança. A série Midnight Club é a prova de que a publisher também é capaz de lançar games mais “comuns”. Em Midnight Club, você participa de corridas clandestinas em cidades como Los Angeles. Midnight Club (Foto: Reprodução) É possível dizer que, mesmo sem ter o destaque de outras séries de corrida, como Need For Speed, Midnight Club consegue ser bem divertida e serve bem para mostrar que a Rockstar consegue apresentar variedade em seus projetos. Red Dead Redemption Considerado por muitos como o melhor jogo já lançado pela Rockstar Games, Red Dead Redemption é uma sequência de Red Dead Revolver, título de PS2 e que já trazia temática western para os games. Red Dead Redemption (Foto: Divulgação) Com uma história espetacular, personagens fortes, uma trilha sonora impecável e uma jogabilidade em mundo aberto incrível, Red Dead Redemption é um título que todos que apreciam videogames precisam jogar pelo menos uma vez na vida. GTA 5 Fechando o ciclo iniciado por Grand Theft Auto, lá no final de 1997, nada mais justo que falarmos sobre GTA V . O jogo foi um dos maiores lançamentos de 2013 e 2014, graças ao seu port para PS4 e Xbox One . O novo capítulo da franquia trouxe gráficos impressionantes para um título de mundo aberto, um mapa maior do que vários dos jogos anteriores juntos, três protagonistas e uma imensidão de coisas para fazer. GTA 5 (Foto: Divulgação) Tudo isso serviu para mostrar que não só a franquia GTA como a própria Rockstar Games ainda têm a capacidade de se reinventar e trazer novidades em cima de fórmulas já conhecidas do público, apresentando um alto nível de qualidade aos títulos lançados. O que o futuro reserva para a empresa? Certamente um GTA para o futuro, quem sabe uma nova versão de Red Dead Redemption. A certeza é de que ainda tem muita coisa boa por vir. Qual é a melhor desenvolvedora de games atualmente? Opine no Fórum do TechTudo. saiba mais GTA 5: como configurar visão em primeira pessoa no PS4 e Xbox One Review Max Payne 3

Comentários no Facebook

× Consulte-nos!