fbpx

Serviços de inteligência do Reino Unido rastreiam Google e redes sociais

O governo do Reino Unido admitiu a interceptação de buscas no Google e o uso das redes sociais pelos seus serviços de inteligência. Segundo um documento divulgado na terça-feira (17) pela imprensa britânica, o governo ainda considerou a prática legal porque se tratam de "comunicações externas".
O relatório, elaborado pelo diretor-geral do Escritório para a Segurança e Contraterrorismo do Reino Unido, Charles Farr, detalha a doutrina legal que rege os serviços de informação britânicos para rastrear dados na rede.
Segundo esse documento, a interpretação britânica é que não é necessária uma ordem judicial para vigiar o uso de buscadores como o Google e redes sociais on-line como Facebook e Twitter.
Leia mais (06/18/2014 – 11h11)

Comentários no Facebook

×

Powered by WhatsApp Chat

× Consulte-nos!