fbpx

Superexposição nas redes sociais pode prejudicar formação das crianças

Benjamin, 2, ainda não anda com firmeza e, ao falar, mistura o português com o alemão, idioma nativo do pai. Mas, desde dezembro, já tem sua própria conta no Instagram –@BenjaminTheBaby– com 34 imagens publicadas e 160 seguidores.
"Minha inspiração foi uma prima minha que fez um perfil para sua cachorra, a @TorradaLira, e fez muito sucesso", conta a mãe, a relações públicas Gisele Ferreira, 30, que alimenta a conta com fotos do filho.
"O Benjamin é muito agitado e, por isso, sempre tiro fotos boas dele. Então resolvi criar o perfil", diz.
Leia mais (05/05/2014 – 02h00)

Comentários no Facebook

× Consulte-nos!