fbpx

Testamos o Android L; confira as primeiras impressões do novo sistema

O Android L foi anunciado na última quarta-feira (25), que estreou um design completamente novo, batizado de Material. Com a promessa de melhorar a experiência em todos os apps do sistema, o novo padrão será adotado também em relógios, na TV e no carro. Se você está curioso para saber como ele realmente funciona, não precisa esperar até a liberação do download no segundo semestre. Nós já testamos em um Nexus 5 e trazemos nossas primeiras impressões. Confira! Quer um smartwatch? Veja se seu celular é compatível com Android Wear 1. Tela de bloqueio Tela de bloqueio mostra notificações (Foto: Reprodução/Paulo Alves) A primeira interação do smartphone com o usuário está diferente. A tela de bloqueio ganhou notificações diretas, assim como no iOS , que podem ser abertas com dois toques. Há também um atalho extra: além da câmera, acessada com um movimento de arrastar para a esquerda, o discador pode ser aberto do lado oposto. O anel central do Android puro não existe mais, assim como o atalho na parte de baixo para acessar o Google Now . Para destravar, basta fazer um movimento para cima – caso haja algum bloqueio de PIN, senha ou padrão, ele é mostrado nesse momento. O aspecto geral da lockscreen está, definitivamente, mais limpo. 2. Notificações Área de notificações está completamente redesenhada, agora com cards em cascata (Foto: Reprodução/Paulo Alves) As notificações mudaram bastante. Agora não há mais uma cortina ocupando a tela inteira, mas uma pequena lista em cascata com o efeito de profundidade do Material Design – parece que os itens se colocam sobre a tela. Se houver notificações, elas são organizadas em pequenos cards enfileirados, que podem ser excluídos com um movimento para os lados. Ao menos na versão Preview para desenvolvedores, não há um botão para excluir todas elas ao mesmo tempo. Os atalhos de configurações rápidas também estão bem diferentes. Na mesma janela de notificações, um arrastão a mais para baixo mostra oito itens: Wi-Fi e Bluetooth mais destacados (importante para quem tem wearables), e dados, Modo Avião, notificações (configurações de som), rotação da tela, localização e Transmitir tela (para o Chromecast ) logo abaixo. Acima, uma barra de mudança de brilho é disposta sob dois pequenos botões. Um leva para o perfil do usuário e outro para as configurações, que também foi redesenhada e agora conta com um botão de busca no topo. 3. Multitarefa Multitarefas mostra cards dos apps abertos no centro da tela (Foto: Reprodução/Paulo Alves) Outra grande mudança do Android L está nas miniaturas dos apps abertos. Agora centralizados e em cascata, eles podem ser fechados tanto com movimentos para as laterais como no “X” no topo das janelas. A promessa é que atividades internas dos apps, como abas do Google Chrome , estejam em cards separados, mas no Preview isso ainda não acontece. 4. “Não perturbe” Modo Não Perturbe desativa sons por tempo pré-programado (Foto: Reprodução/Paulo Alves) O Android também conta com uma função “Não perturbe”, similar ao iOS e a um recurso do app Assist de smartphones da Motorola . A ideia é que, com o toque em um botão, o usuário possa desativar todos os sons do aparelho por tempo pré-determinado. Um dos bugs do Preview está nesta novidade, que ainda não é capaz de calar certos sons completamente pelo tempo programado. 5. Economizador de bateria Modo de economia de bateria parece ser eficiente (Foto: Reprodução/Paulo Alves) Parte do Project Volta, que visa tornar o Android mais eficiente energeticamente, o Economizador de Bateria nativo do sistema é ativado automaticamente sempre que a bateria chega a 15%, ou quando desejado pelo usuário. Não pudemos ainda testar a eficiência do recurso, mas o resultado é promissor – o Nexus 5 entrou pela madrugada com 8% de bateria e acordou às 7h ainda com 5% no modo econômico e com a tela desligada. 6. Teclado Teclado mudou bastante na aparência, mas funcionalidades permanecem (Foto: Reprodução/Paulo Alves) O teclado foi completamente reformulado. A aparência agora é levemente azulada, sem divisões entre as letras. À primeira vista, há a impressão de que fica mais fácil confundir as teclas ao interagir, mas a dúvida acaba com pouco tempo de uso – tudo está tão eficiente quanto antes no Android puro. A vírgula agora está à direita do botão de espaço, no lugar do ícone de microfone – mas a entrada por voz parece ainda existir, só não na versão Preview. A resposta continua rápida e o modo Swype ainda bem eficiente. Na prática, só a aparência ficou mais moderna, sem maiores modificações em termos de funcionalidade. 7. Discador Discador tem novas cores e animações (Foto: Reprodução/Paulo Alves) Este é um dos poucos apps completamente redesenhados. A tela conta com os contatos mais usados, a última chamada logo abaixo do campo de buscas e um botão inferior para acessar o teclado. Assim como no Android 4.1 puro, ligações recentes e a agenda completa são acessadas com movimentos para os lados, e não mais por meio de botões. A tela de chamada também está diferente. Com uma paleta clara, predominantemente azul e branca, o design mudou também a disposição dos botões de teclado, viva-voz, mudo, espera e adição de chamada, que agora estão no topo, logo acima da foto do contato. 8. Animações, botões de navegação, apps atualizados Alguns dos poucos apps já atualizados são Google, Calculadora e Configurações (Foto: Reprodução/Paulo Alves) As animações estão quase todas diferentes. Apps abertos aparecem de baixo para cima na tela, lembrando os cards do Google Now, e os botões dão feedback com uma animação ondulada, normalmente mudando também a cor do elemento. No geral, tudo parece mais leve e fluido. Os botões de navegação também estão mudados, com formas geométricas. Triângulo para voltar, quadrado para os apps recentes e um círculo para ir à tela inicial. saiba mais   Veja o que é Cardboard, gadget do Google dado aos participantes do I/O O que é Android One? Entenda o projeto do Google de smarts baratos Jogos para Android: Castle of Illusion, Dragões e outros tops da semana Sonic, AccuWeather e mais: Amazon faz promoção de apps Android Qual sistema operacional escolher, iOS ou Android? Comente no Fórum do TechTudo Até agora, são poucos os apps atualizados com o Material Design, como Google+ , Calculadora, Configurações e o Discador. Nem Gmail ou Chrome sofreram as modificações ainda. Outra mudança que pudemos perceber é a ausência do app Galeria, que deu lugar de vez ao Google Fotos para organizar a mídia do telefone e fazer backup na nuvem. Muita coisa ainda deve mudar com o tempo, até a liberação do update no segundo semestre. A julgar pelo Preview, o Android 4.5 ou 5.0 deverá ser a versão mais elegante e bem desenhada já lançada do sistema. Resta saber quantos usuários vão, de fato, receber a atualização e ter a oportunidade de usufruir das novidades.

Comentários no Facebook

× Consulte-nos!