fbpx

Vale a pena comprar uma TV ou monitor 4K?

O 4K é a tecnologia do momento, também conhecida como Ultra HD, ela trabalha com 3840 x 2160 pixels, o dobro do 1920 x 1080 do Full HD. Mas será que isso realmente dá algum benefício perceptível para o usuário? Esta diferença vale o preço alto que cobram pelos monitores e TVs 4K atualmente? Provavelmente, não. Como medir a distância ideal da TV pelo tamanho da tela? Empresas vêm lançando muitas TVs 4K, mas preço não diminui por aqui (Foto: Divulgação/Panasonic) Pesquisas apontam que muitas pessoas não conseguem enxergar a diferença entre as imagens em HD (720p) e as Full HD (1080p) a cerca de 2 metros e meio – uma distância razoável para posicionamento de uma TV em uma sala, por exemplo. Portanto, a resolução maior não deve fazer tanta diferença para o consumidor comum. A não ser que a imagem seja projetada em uma tela gigante como a de um cinema, onde o formato 4K já é bastante utilizado. Ou então que seja em um produto com o qual vai ser feito um contato mais próximo, como smartphones, tablets ou computadores. A qualidade de imagem detalhada, menos pixelada, é mais perceptível assim. TVs OLED valem mais a pena do que as Ultra HDs (4K)? Comente no Fórum. Monitores 4K ainda nem chegaram ao Brasil (Foto: Reprodução) Portanto, um monitor 4K talvez seja uma boa ideia. Mas não agora. Os preços deles são ainda muito acima da média dos “normais” disponíveis no mercado, e não há nem tanto conteúdo feito nativamente para esta resolução que esteja acessível de maneira fácil. O Ultra HD ainda não é popular (provavelmente ainda demore a ser por aqui) e isso é um grande problema. Os serviços de streaming não usam 4K, os videogames não usam 4K, não há canais que façam transmissões em 4K. Ou seja, o usuário terá uma ótima qualidade de imagem que ficará até um pouco “subvalorizada” tendo em vista a ausência de conteúdos feitos com a resolução Ultra HD nativa. Novos modelos das TVs 4K já contam com a ferramenta de “upscaling”, que estica as imagens nativas para tentarem se parecer com uma imagem em Ultra HD. O resultado acaba ficando com cara de vídeo com qualidade baixa rodando no YouTube.  Os pontos são bem mais contra a compra de um aparelho do que a favor: preço alto, um conteúdo ainda limitado e pouca diferença perceptível aos olhos para televisões. Portanto, não, por enquanto, ainda não vale a pena comprar uma TV ou monitor 4K. Talvez quando os valores caírem e os serviços de streaming passarem a usar a resolução. saiba mais Guia de TVs: descubra como fazer tudo com dicas e tutoriais Sony amplia linha de TVs 4K no Brasil com novo modelo de 55 polegadas O que é TV 4K e quais as vantagens? Qual a diferença entre filtro de linha, nobreak e estabilizador?  

Comentários no Facebook

× Consulte-nos!